Newsletter

Cadastre-se e receba no seu e-mail as novidades da Rede Filhas de Jesus.

Educação Nutricional


Acontece

Notícias

Conheça a parceria do Colégio Imaculada Conceição com o Centro Zanmi


A parceria com o Centro Zanmi



É com grande alegria que o Colégio Imaculada Conceição tem parceria com o Centro Zanmi, um serviço voltados para refugiados no Brasil. Desde 2014 Curso de Português para Imigrantes do Centro Zanmi (CZ) oferece aulas gratuitamente para o público que atende em seu escritório. O curso tem como objetivo principal garantir o conhecimento básico e diário da língua portuguesa. Para quem chega do exterior como refugiado ou imigrante em situação de vulnerabilidade sem saber falar a língua, como é o caso de boa parte do público do CZ, aprendê-lo é uma demanda urgente. O domínio da língua é imprescindível para a integração, a socialização, o trabalho e a independência do imigrante.

Um curso não se faz sem professores, por tanto contamos com uma fiel equipe de professores voluntários compromissados com o ensino. O intuito não é apenas o ensino da gramática, mas o ensino da língua viva, como é utilizada no cotidiano e, periodicamente, o CZ promove encontros temáticos abordando assuntos como direitos do trabalhador, direitos da mulher, saúde sexual, atividades culturais, entre outros.

As aulas ocorrem aos sábados à tarde de 14:00 às 17:00, nas salas gentilmente cedidas pelo Colégio Imaculada.

O Curso de Português do Centro Zanmi é apenas um dos serviços oferecidos pelo Centro Zanmi. O CZ oferece, orientação social e jurídica, auxílio com processos documentais, mediação com representações diplomáticas, mediação entre trabalhadores e empregadores e muito mais.

Quer saber mais?


Você se interessa pelas atividades do Centro Zanmi, siga o nosso facebook! https://www.facebook.com/centrozanmi/?ref=ts&fref=ts
Gostaria de se envolver com o trabalho voluntário? Envie-nos um e-mail! voluntario@centrozanmi.org
Gostaria de contribuir de alguma outra forma? Aceitamos doações de materiais didáticos (cadernos, canetas) e roupas.
Não aceitamos doações de alimentos por não termos infraestrutura de armazenamento mas podemos encaminhar essas doações!

Zanmi: uma experiência

O Centro Zanmi é, em primeiro lugar, o fruto do encontro e da reciprocidade, de um diálogo com outros/as de diversas culturas, credos, ordens religiosas, nacionalidades, que nos cativou e transformou. No princípio, foram um americano e um chileno com três haitianos aprendendo o português e o crioulo num templo da Igreja Mórmon. Logo depois somaram-se um francês, uma dominicana, um indiano e um mexicano, ampliando a partilha com uma crescente turma de haitianos que chegaram para trabalhar em uma indústria alimentícia. Como expressou um dos membros do grupo, Zanmi é, em uma medida significativa, a experiência de ser migrante entre os migrantes; Acompanhar o mesmo caminho de aprendizagem que nós temos percorrido, tentando às vezes suprimir as injustas e frustrantes condições às quais estão expostos devido à falta de domínio do português, ao desconhecimento de uma nova cultura, à falta de dinheiro e, somado a tudo isso, a discriminação. O diálogo e o tempo partilhados trouxeram novidades. Enquanto eles (e nós com eles) foram aos poucos se ?abrasileirando?, nós fomos nos ?haitianizando?. Além de sua amizade, nos deram também, a riqueza do crioulo, dos seus provérbios e a força de sua dignidade. Em suas casas experimentamos a extraordinária generosidade da sua cultura e gozamos da sua abundante e saborosa gastronomia. Iniciamos as aulas de português cantando em crioulo ?La Dessalinienne? (o hino nacional do Haiti); quando visitamos museus, falamos das diferenças na história; fomos também ao zoológico, a um culto de Candomblé e a festivais culturais organizados na cidade. Quando nos perguntavam: ?E vocês, quem são??, dizíamos simplesmente: nou se Zanmi Ayiti ?somos Amigos do Haiti.

Com a proximidade e a confiança, as necessidades e os limites apareciam com maior clareza. Começamos a familiarizar-nos com os procedimentos de permanência e com as instituições responsáveis da tramitação. Aprendemos que o Brasil criou um visto humanitário para eles, que a Polícia Federal demonstra, na maioria dos casos, disposição para recebê-los; que em contato com a Embaixada do Haiti no Brasil, nós mesmos poderíamos tramitar a renovação dos passaportes e as Certidões Consulares para facilitar os procedimentos. Também começamos a fazer parte da Rede Brasileira de Migrações e visitamos a iniciativa Pro-Haiti e a Rede de Manaus. Procuramos ampliar as possibilidades de acompanhamento e assim aprender com as iniciativas levadas adiante em outras partes do país.

Ao mesmo tempo, íamos conhecendo mais amigos e amigas haitianas que chegavam ao país procurando uma vida nova, uma vida melhor. Reconhecemos que os pioneiros entre eles vinham maioritariamente das cidades (algumas devastadas pelo terremoto), com preparação técnica ou profissional, falando ao menos três línguas. Porém, no que chamamos da ?segunda onda?,vieram pessoas que deixavam a roça, com uma rica tradição cultural e sabedoria rural. Finalmente, na atual ?terceira onda?, encontramos com mulheres e crianças que estão vindo para se reunir com a família. Em cada uma destas ?ondas?, histórias, expectativas e necessidades que  precisam ser acompanhadas em sua particularidade. Estamos nesta tarefa. Com tudo isto acontecendo, tivemos a certeza que devíamos responder a três perguntas: continuidade, quantidade e qualidade. Continuidade, pois devíamos com responsabilidade manter as relações criadas com os nossos amigos haitianos/as e com as instituições governamentais e sociais. Quantidade, pois a demanda aumentava a cada dia. Aos poucos fomos nos tornando para muitos/as uma referência. Aliás, também para outros grupos de imigrantes que começaram a nos procurar. Qualidade, pois percebíamos que os assuntos eram cada vez mais específicos e requeriam uma resposta profissional qualificada. Assim começou a nascer o Centro Zanmi.

Zanmi: um horizonte

Neste contexto imediato, Zanmi é também uma direção de caminho, uma trilha. Esta trilha nos insere no que acontece com os nossos irmãos imigrantes, significa entrar em um campo aberto que cresce dia-a-dia com novas perguntas e desafios. Assim, como está dito na Missão Comum dos Jesuítas no continente, é uma opção preferencial por aqueles que experimentam a maior vulnerabilidade, uma fronteira em nossas sociedades e culturas. Uma rota, na qual, nossa maior certeza é que entre acertos e erros, vamos caminhando juntos. No Centro Zanmi queremos que nossas ações testemunhem a sociedade que aspiramos, cujas relações na amizade cívica promovam o reconhecimento recíproco, sem importar a origem, língua ou cor da pele. Uma sociedade justa, onde todos e todas podem ser o que são, oferecendo a riqueza da sua diversidade como caminho para desenvolver um projeto de vida segundo suas capacidades, frente à vida de todos os demais. Por isso, queremos fortalecer nossa presença entre os jovens e nas atividades de difusão para opinião pública. Estamos certos que a experiência de encontro que vivemos, acontecerá em todos e todas os que procuram conhecer sem preconceitos aos que chegam. Como nos ensina a história do Brasil: quando as culturas diversas se encontram com respeito, acontece a riqueza mesma da maior humanidade. Nessa tarefa que hoje nos compromete e queremos convidar a todos e todas para percorrermos juntos esse caminho.


Histórico  

Entusiasmo e fé foram fundamentais para que cinco Filhas de Jesus chegassem a Belo Horizonte com o objetivo de instituir mais um colégio da Congregação Filhas de Jesus. Conheça a história das Filhas de Jesus.

Proposta Pedagógica 

Ensinar através do carisma educativo da Santa Cândida tornou-se uma das diretrizes para a construção de um conhecimento baseado na fé e no amor cristão.   
Rede Filhas de Jesus  

Mulheres consagradas a Deus, seguidoras de Jesus Cristo e dedicadas ao serviço dos irmãos através da educação cristã.
Conheça a congregação:

Rede de Ensino

Ações educativas que visam priorizar a educação por meio da fé.
Conheça as nossas unidades:  

Ações Sociais

Valorizar o amor, a compaixão e o respeito ao próximo através de ações sociais.          
Conheça as nossas obras sociais:    

COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO - Rede Filhas de Jesus - Belo Horizonte 

Nós, as Filhas de Jesus, somos um grupo de mulheres que nos encontramos a partir de caminhos diversos. Diferentes por origem familiar, cultura, gostos e idades, mas, temos algo que nos une: desejamos seguir a Jesus, em resposta ao chamado que mudou nossas vidas e que vai transformando nossa maneira de entender e viver a realidade, servindo aos demais. "Educar Evangelizando e Evangelizar Educando" é a maneira que nos distingue no exercício da missão, sempre no compromisso com a construção de um mundo mais irmão.

COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO - BELO HORIZONTE
Rua da Bahia, 1534 - Lourdes
Belo Horizonte - MG
CEP: 30160-011

Tel: +55 (31) 3014-5350

EDUCAÇÃO INFANTIL
Rua da Bahia, 1762 - Lourdes
Belo Horizonte - MG
CEP: 30160-011

Tel: +55 (31) 3274-6366